Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/fama-ro/www/wp-content/themes/Divi/includes/builder/functions.php on line 5753
Em parceria com a SEJUS, curso de Serviço Social da FAMA realiza atividades na Casa da Cidadania – Faculdade da Amazônia
(69) 9 8411-5301 ou (69) 9 8408-8023 (Whatsapp)
A convite da Secretaria de Estado de Justiça-SEJUS, realizado através da assistente social Liduína Girão Santos e do Diretor Geral Genecí Rodrigues Coelho, do Centro Socioeducativo de Vilhena-CSEI, docentes e discentes do curso de Serviço Social da Faculdade da Amazônia-FAMA desenvolveram, no dia 16 de agosto, atividades junto a seis adolescentes internos da Casa da Cidadania.

Através da Gerência de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei-GAA, foram solicitados alguns assuntos para abordagem como valores morais e sociais, liderança, disciplina, tolerância e confiança, fortalecimento de vínculos familiares, cidadania, protagonismo juvenil e relações interpessoais.

A parceria ocorreu com o intuito de unir a teoria à prática profissional do (a) assistente social, proferida através da palestra: “Inclusão Social e Garantia de Direitos”, ministrada pelo professor esp. Jean Midglason Monteiro Neves, dentro de um eixo psicossocial repassado pela SEJUS. A ação também foi acompanhada pela Coordenadora do curso de Serviço Social, prof.ª Esp. Eline da Silva Bispo.

A palestra abordou pontos como: A importância da Cidadania; os Tipos de Direitos (Civil, Político e Social); os Princípios da Constituição Federal de 1988; A importância dos Direitos Sociais conquistados através do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA; e, por fim, abordou-se a importância da Educação como forma de Inclusão Social desses adolescentes no núcleo sociofamiliar.

Ao final, cinco estudantes do 6º período do curso de Serviço Social da FAMA desenvolveram uma dinâmica de “Motivação e Relacionamentos Interpessoais” junto aos adolescentes.

De acordo com o professor Jean, o objetivo da atividade foi de “oferecer subsídios a esses jovens, proporcionando a oportunidade para refletir as mudanças sociais e sua ressocialização junto à sociedade e a família do adolescente”.