Cerca de 15 estudantes do curso de Zootecnia da Faculdade da Amazônia-FAMA, participaram do Concurso Leiteiro durante a 33ª Expovil. A atividade foi acompanhada pela Coordenadora do curso de Zootecnia, prof.ª Ma. Zêni Lehrbarch Martins, pela docente Dr.ª Andrezza Miguel da Silva e pelo professor Ms. Edson Ferreira de Souza.

De acordo com a professora Zêni, os alunos foram fiscais de prova durante as ordenhas realizadas nos três dias do concurso, além do auxílio aos produtores no trato dos animais e manutenção da limpeza do pavilhão e durante as manhãs cuidados com o banho dos animais mais novos e passeio para diminuir o estresse.

Também foi realizada a coleta de amostras do leite, de cada animal, para serem efetuadas as análises de acidez (pH), física e estabilidade do leite. “Utilizamos o Teste do Alizarol, que é uma prova rápida, muito utilizada nas plataformas de recepção como um indicador de acidez e estabilidade térmica do leite. O objetivo deste teste é determinar a acidez do leite, para avaliar o seu estado de conservação (fermentação)”, explicou

Neste teste fez-se o uso de uma solução alcoólica contendo indicador de pH (Alizarina). Durante a realização do teste misturou-se 2ml desta solução e 2ml de leite de cada amostra. Estes dois ingredientes juntos formam uma mistura com cores variadas, o resultado do teste se dá em função destas cores, que já estão pré-definidas de acordo com normativas.

O segundo teste realizado foi o teste de Acidez Titulável – Método Dornic, com objetivo de determinar a acidez e o estado de conservação do leite. No procedimento utilizou-se 10ml de cada amostra do leite, adicionou-se 04 gotas de solução de fenolftaleína e foi feita a titulação com a solução de NaOH, com agitação continua, até que a viragem da cor do leite, o resultado se baseia em calcular a quantidade de solução que foi utilizada para que o leite branco se transformasse numa substancia de cor rósea. A interpretação dos resultados é feita de acordo com uma tabela de valores.

Segundo explicou Zêni, um leite com acidez fora do padrão é considerado anormal, em início de fermentação e impróprio para consumo e industrialização.

Parceira com a Emater

A participação do curso de Zootecnia da FAMA ocorreu, segundo a professora Zêni, após conversa com o zootecnista Alexandre Notti, da Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia-Emater-RO. “Alexandre prontamente recebeu a ideia e mesmo sendo sua primeira experiência na realização do evento se prontificou a dar todo apoio aos alunos”, frisou.

A professora Dr.ª Andrezza Miguel, prontificou-se a fazer as análises do leite, juntamente com os alunos. O professor Ms. Edson, foi quem acompanhou os alunos durante a ordenha.

“É muito importante frisar a participação dos alunos, os calouros foram extremamente participativos e os veteranos desempenharam de forma excelente o papel de quem já sabe o que faz”, enfatizou a professora Zêni.

Assessoria de Comunicação e Marketing FAMA